Onomatopeias / Palavras Onomatopaicas

 ONOMAT~1  

São unidades lexicais que os falantes criaram para imitar sons naturais (voz, ruídos de objectos ou animais e sons da natureza).

Distingue-se da simples reprodução por ser uma imitação aproximada, pelo sistema fonológico de cada língua.

 

 

Para além das onomatopeias existem ainda as palavras onomatopaicas que são aquelas palavras que se formaram, ou que têm na sua constituição, onomatopeias (ex: tilintar, piar, ribombar, gorgolejar, trovejar, latir, zurrar…).

070228_gaston-assoar

Para além das onomatopeias existem ainda as palavras onomatopaicas que são aquelas palavras que se formaram, ou que têm na sua constituição, onomatopeias (ex: tilintar, piar, ribombar, gorgolejar, trovejar, latir, zurrar…).

 

Palram pega e papagaio
E cacareja a galinha,
Os ternos pombos arrulham,
Geme a rola inocentinha.
 
Muge a vaca, berra o touro
Grasna a rã, ruge o leão,
O gato mia, uiva o lobo
Também uiva e ladra o cão.
 
Relincha o nobre cavalo
Os elefantes dão urros,
A tímida ovelha bala,
Zurrar é próprio dos burros.
 
Regouga a sagaz raposa,
Brutinho muito matreiro;
Nos ramos cantam as aves;
Mas pia o mocho agoureiro.
 
Sabem as aves ligeiras
O canto seu variar:
Fazem gorjeios às vezes,
Às vezes põem-se a chilrar.
 
O pardal, daninho aos campos,
Não aprendeu a cantar;
Como os ratos e as doninhas,
Apenas sabe chiar.
O negro corvo crocita,
Zune o mosquito enfadonho,
A serpente no deserto
Solta assobio medonho.
 
Chia a lebre, grasna o pato,
Ouvem-se os porcos grunhir,
Libando o suco das flores,
Costuma a abelha zumbir.
 
Bramam os tigres, as onças,
Pia, pia o pintainho,
Cucurica e canta o galo,
Late e gane o cachorrinho.
 
A vitelinha dá berros,
O cordeirinho balidos,
O macaquinho dá guinchos,
A criancinha vagidos.
 
A fala foi dada ao homem,
Rei dos outros animais:
Nos versos lidos acima
Se encontram em pobre rima
As vozes dos principais

Interjeições

dorAs interjeições são palavras invariáveis que pertencem a uma classe fechada de palavras. Têm uma função exclusivamente emotiva.

O valor de cada interjeição depende do contexto de enunciação e corresponde a uma atitude do falante.

 

As interjeições podem exprimir satisfação, espanto, dor, surpresa, desejo, terror etc. 

Alívio – Ufa!

Dor – Ai!

Espanto – Quê!

Medo – Credo!

Satisfação – Viva!

Silêncio – psiu!,quieto!

Alegria – oh!, ah!, oba!, viva!

Chamamento – olá!, alô!, ô!, oi!, psiu!, psit!

Desejo – tomara!

Quando a interjeição é composta por mais de uma palavra, recebe o nome de locução interjectiva.

Ora bolas!

Cruz credo!

Valha-me Deus!

Se Deus quiser!

 

Exercícios:

1 – Que Interjeições ou  locuções interjectivas usarias para exprimir as reacções emotivas das seguintes personagens?

exercícios_Int

2 –  Resolver o  exercício.

O Adjectivo

 Classe

 Os adjectivos são as palavras que atribuem ao nome uma qualidade ou uma expansão, modificando-lhe o significado.

                   O empregado sonolento atendeu o cliente.

                   Os finalistas, alegres, começaram a cantar.

Na frase padrão do português, o adjectivo ocorre à direita do nome.

                  Tive uma ideia luminosa.

Nesta posição, o adjectivo está associado a uma interpretação restritiva, predicativa, especificadora.

                   O homem é um ser racional. [Frase agramatical: O homem é um racional ser.]

Há adjectivos qualificativos que só admitem posição à direita do nome – os adjectivos do tipo classificatório, técnicos, os que designam cor, forma, estado, dimensão.

                   Este quadro organiza-se em triângulos isósceles.

Quando o adjectivo ocorre à esquerda do nome, produz, habitualmente, novos valores expressivos ou até significações diferentes.

      Aquele indivíduo é um pobre homem. [infeliz, débil mental, marginalizado]

      Aquele indivíduo é um homem pobre. [de fracos recursos económicos]

      Um grande homem. [admirável, extraordinário]

      Um homem grande. [de elevada estatura]

 

Subclasses

Adjectivos qualificativos – são os que tipicamente exprimem uma qualidade positiva ou negativa: sonolento, alegres, luminosa …

Adjectivos numerais – são os que indicam a ordem, a posição de algo (na gramática tradicional, correspondem aos numerais ordinais): primeiro, segundo, terceiro …

Estes adjectivos ocorrem sempre em posição pré-nominal, antecedidos por determinantes – artigos ou demonstrativos e, nalgumas vezes, por possessivos.

                   O primeiro homem a pisar a Lua foi Armstrong.

Género

barbie

A maioria dos adjectivos são variáveis em género.

Biformes

São biformes os adjectivos que têm duas formas – uma para o masculino, outra para o feminino.

homem alto / mulher alta pão duro / massa dura

Uniformes

São uniformes os adjectivos que têm uma só forma no masculino e no feminino.

        homem inteligente / mulher inteligente

        solo fértil / terra fértil

A formação do feminino dos adjectivos segue regras idênticas às da formação do fe­minino dos nomes

        bonito / bonita velho / velha comilão / comilona

 

Número

A formação do plural dos adjectivos

Como os nomes, os adjectivos têm dois números: singular e plural.

A formação do plural dos adjectivos é semelhante à dos nomes. Nos adjectivos formados por composição, só o segundo elemento toma a forma de plural:

        luso-brasileiro / luso-brasileiros

        médico-social / médico-sociais

       Nota: Exceptua-se surdo-mudo, que faz no plural surdos-mudos.

Nos adjectivos formados por composição, usados no universo de referência das cores – se o segundo elemento formante é um nome que, isolado, não designa cor -, ambos os elementos ficam no singular.

       Eram vários carros verde-garrafa. Tinha duas camisolas amarelo-canário.

 

Faz o exercício

Relações semânticas entre Palavras

Relações de equivalência: Sinonímia

 Sinonímia é relação de equivalência de sentido entre duas ou mais palavras que, de modo idêntico, reenviam para o mesmo referente:

 

sinonímia total quando as unidades lexicais são substituíveis umas pelas outras em todos os contextos, porque comportam traços semânticos equivalentes.

sinonímia parcial quando duas ou mais palavras reenviam para o mesmo referente, mas só nalguns contextos. Assim, num contexto específico (conversa ou texto sem grandes exigências de rigor informativo) podemos utilizar como sinónimos (parciais) de cão: quadrúpede, animal, perdigueiro (se for essa a sua raça), etc. Mas esta liberdade não é tolerável num texto científico, onde, para referir o mesmo, só são admissíveis sinónimos totais.

Resolve o exercício

Relações de oposição: Antonímia

 antonyms1

Antonímia é o termo que, genericamente, define a oposição de sentido de duas ou mais palavras.

Apesar da oposição de sentido, pode haver entre unidades lexicais antónimas alguns traços semânticos que as aproximam.

 

Ex.: subida vs descida: sendo conceitos opostos (subida = deslocação para cima; descida = deslocação para baixo), não deixam de ter em comum o traço semântico [+ deslocação].

 

Assim, entre as oposições de sentido das palavras, é possível estabelecer algumas distinções:

 

Antonímia contraditória: é a relação de oposição entre significados totalmente incompatíveis. Estes significados excluem-se mutuamente. É por isso que a antonímia contraditória é também conhecida como antonímia não graduável (uma das palavras apresenta um ou vários traços semânticos relevantemente distintivos, enquanto a outra mostra, contraditoriamente, essa carência).

Ex.: presente / ausente; vivo / morto; homem / mulher; solteiro / casado.

 

Antinomia contrária: também chamada antonímia graduável, refere a oposição de sentido de duas ou mais palavras, mas que admitem – en­tre os seus significados opostos – outros conceitos intermédios.

Ex.: quente vs frio [antónimos]; morno, fresco [conceitos intermédios]; dia vs noite [antónimos]; madrugada, lusco-fusco [conceitos intermédios].

Os pares de antónimos como: alto / baixo; bonito / feio; longo / curto, admitem conceitos intermédios.

Antinomia conversa: é um conceito que tem que ver com a reciprocidade estabelecida entre algu­mas palavras de sentido oposto (antónimos conversos).

 Ex.: Comprar / vender; pai / filho; médico / paciente

Retirado de Gramática do Português Moderno, Plátano Editora

Resolve o exercício

 

 

Os Nomes

 

Nomes – Exercícios

 
Exercícios retirados de: http://gramaticaportuguesa.blogs.sapo.pt/2506.html
 
 

1. Escreve o feminino de:

a) judeu ______________________

b)cidadão____________________

c)  réu ____________________

d) elefante _________________

e)  herói __________________ 

 f) actor __________________

g) leão ____________________     

h) plebeu __________________

2.   Preenche os espaços sublinhados com o plural de: 

a) ananás __________________         

b) lençol __________________

c) dócil ___________________             

d) vice-presidente____________

e) sala ____________________                 

f) atum ____________________

g) reunião __________________

h) capitão __________________  

 3. Observa os seguintes pares de frases. Completa os espaços com os nomes colectivos adequados aos conjuntos referidos na primeira frase.

 

[matilha, multidão, casario, arquipélago, banda]

 o Castelo de Bragança observam-se imensas casas.

Do Castelo de Bragança observa-se o _______________.

Os músicos da aldeia reúnem-se diariamente para ensaiarem o espectáculo.

A ___________ da aldeia reúne-se diariamente para ensaiarem o  espectáculo.

As ilhas dos Açores são conhecidas pela sua beleza.

O ____________ dos Açores é conhecido pela sua beleza.

Na praça estavam muitas pessoas.

Na praça estava uma ___________.

Naquele lugar estão muitos cães.

Naquele lugar está uma ____________.

 

Vê a apresentação sobre os nomes no site que se segue:

Os Nomes

Relações fonéticas e gráficas entre palavras

  Palavras Homónimas

As palavras homónimas têm origens diferentes; mas acabaram por convergir numa igual forma.

  Palavras Homónimas

  São as palavras que se pronunciam e escrevem da mesma maneira, mas que têm significados diferentes.    As palavras homónimas têm origens diferentes; mas acabaram por convergir numa igual forma.

  Palavras Homófonas

  São palavras homófonas as que se pronunciam da mesma maneira, mas se escrevem de modo diferente. Têm significados diferentes.

  Palavras Homógrafas

 São homógrafas as palavras que se escrevem com as mesmas letras, mas se pronunciam de modo diferente; por isso mesmo, nalgumas, essa distinção de pronúncia é assinalada pelo acento gráfico, quando as regras da ortografia o exigem.

Têm significados diferentes

  Palavras Parónimas

  São parónimas as palavras que entre si diferem ligeiramente na pronúncia e na grafia (causando frequentes confusões), embora de diferentes significados.

Um conto…